Você sabia que o formato do seu corpo pode revelar a sua personalidade?

88
Google Imagens

O formato do corpo revela características e traços de personalidade, identificando como cada um de nós lida com suas próprias emoções. O tamanho dos quadris, glúteos, ombros, seios, abdome, panturrilha, além da flacidez, gordura localizada, culotes, entre outros problemas estéticos, demonstram como está o interior do ser humano e seus conflitos mais íntimos. O exterior reflete o interior.

Assim enfrentamos através do nosso corpo o maior dilema atualmente, o aumento de peso, também conhecido como gordura localizada, um distúrbio no qual mesmo que o individuo emagreça, em certas regiões a gordura se mantém como na região do quadril, oblíquos (flancos), abdome e coxas.

Principais causas do acumulo de gordura local:

  •  Alterações emocionais;
  •  Predisposição genética;
  •  Postura;
  •  Desequilíbrio no balanço energético;

O corpo se modifica em tamanho, largura, espessura, altura e silhueta, tanto em músculos e células, quanto em ossos e articulações, no todo ou em parte, conforme o estado emocional, mental e comportamental do indivíduo, com ou sem exercícios.

“Todas as doenças podem ser curadas, pois sua causa, na maioria das vezes, segundo recentes estudos da psicanálise, é o sentimento de culpa e contrariedades profundas, ou seja, causas psicossomáticas. A cabeça, o tronco, os membros e cada órgão interno recebe um impulso nervoso do cérebro que é comandado pelas emoções. Quando analisamos os movimentos do corpo ou o funcionamento de cada órgão percebemos que carregamos diferentes sentimentos para diferentes movimentos do nosso corpo: o desejo de mover os dedos faz com que movamos os dedos. Mas existem desejos inconscientes que também fazem com que o cérebro impulsione energia para mover ou imobilizar partes do corpo (…). Um pensamento crônico pode transformar seu corpo através das reações químicas comandadas pelo cérebro”. Aprenda a ouvi-lo para uma vida saudável, trecho do livro a LINGUAGEM DO CORPO 02.

Portanto a ação hormonal e emocional são as principais causas que podem levar ao depósito de tecido gorduroso em determinadas partes do corpo e analisando suas singularidades podemos classificar os tipos de corpo em:

Google imagens

Tipo ampulheta

Este é denominado por apresentar os ombros e quadris da mesma medida, mas com a cintura mais estreita. Este é um dos perfis mais desejados das mulheres. Nele há equilíbrio nas medidas entre quadril e região do busto o que acentua a definição da cintura.

O problema é que os quilinhos extras podem ficar concentrados na região da barriga, o que tira a harmonia das formas. Muito cuidado com os doces e gorduras, já que normalmente estes corpos engordam com facilidade.

Tipo triangulo invertido

Este perfil possui os ombros com medida maior que a cintura e o quadril. Apesar da facilidade em ganhar massa muscular, é preciso direcionamento nos treinos para manter a harmonia das curvas.

Tipo pera

Característica principal deste biótipo são os quadris avantajados e ombros estreitos. Apesar de não terem muita facilidade para engordar, o acúmulo de gordura pode ficar concentrado na região do glúteo. Para este perfil, os carboidratos não são tão vilões porque ajudam a ganhar músculos.

Tipo retângulo

São aquelas mulheres em que os quadris, cintura e ombros têm a mesma medida. Ele é muito frequente tanto nas mais magrinhas quanto nas mais cheinhas. Apesar dos corpos não serem muito definidos, a boa notícia é que a estrutura óssea é larga e forte, o que pode favorecer o ganho de massa muscular.

Tipo oval

Tipo em que a largura da cintura é maior que a dos ombros e quadris. São as mulheres de busto vistoso com ombros largos e apresentam glúteos e quadril favorecidos. A estrutura física é mais larga e com exercícios direcionados pode ficar mais simétrica e harmoniosa.

Na ausência de exercícios físicos diários, nosso corpo torna-se depósito de tensões acumuladas e, sem canais naturais de saída para essas tensões, nossos músculos tornam-se fracos e tensos. Optar por uma dieta pobre em gorduras, especialmente em gorduras saturadas e colesterol, consumir muitos vegetais, frutos e produtos à base de cereais, consumir açúcar e sal (sódio) com moderação e quando consumir bebidas alcoólicas fazê-lo com moderação é o melhor método de correção ao desequilíbrio corporal. Sempre praticar uma atividade física.

O ideal é praticar atividade física durante toda vida, mas independentemente disto, podemos recuperar uma existência mais saudável e gratificante em qualquer idade.

Fica a Dica por Drª Keni Rodrigues – Fisioterapeuta e Técnica em Estética KR Studioskeni.rodrigues@krstudios.com.br