Saiba quem são os novos talentos da Semana de Moda de Xangai

85

Eles não trabalham em fábricas, não fazem parte de produção em massa e muito menos querem ser só mais um no meio destes 1.4 bilhões de pessoas. Jenny Ji é um dos nomes que se destacou na Semana de Moda de Xangai, que aconteceu na última semana de outubro na cidade. Sua marca, que atende pelo nome de La Vie, é conhecida por resgatar formas e detalhes tipicamente chineses e aplicá-los em formas modernas e atuais.

Helen Lee ficou conhecida por sua linha kitsh de camisetas, já desfilou na semana de moda há 6 anos atrás e desta vez apresentou sua linha de moda festa, chamada de Li Hongyan, inspirada na ópera chinesa.

Entre 15 desfiles, 5 dias de semana de moda e ainda uma estrutura pequena e enxuta, a fashion week de Xangai começa a dar seus passos. Os estilistas parecem ter uma certa dificuldade em se desprender dos dragões, da seda e das formas tradicionais. “Não entendo o porque desta obsessão por cores fortes e bordados orientais. Não é porque somos chineses que devemos deixar nossas criações caricatas” diz Qiu Hao, um dos nomes mais influentes por aqui e que não se incluiu no calendário. Ele acredita na individualidade, na desconstrução e fica indignado com a paixão dos chineses pelas luxuosas marcas internacionais e com a obsessão por logos.

Esses 3 jovens querem ampliar os horizontes, marcar presença e ir mais além. Pelo que parece, uma nova muralha vai ser derrubada e vem aí mais uma atração, que nem a China sabia que tinha.

FONTE: Lilian Pacce