Oficina do Plano Diretor de Resíduos reúne 700 pessoas no Adamastor

22
foto: José Luiz/PMG

A Secretaria de Serviços Públicos realizou nesta terça-feira, dia 13, no Centro Adamastor, uma oficina para discutir o Plano Diretor de Resíduos da cidade. O evento reuniu 700 pessoas e contou com palestras do jornalista Washington Novaes e da catadora de materiais recicláveis Maria das Graças Marçal, conhecida nas ruas de Belo Horizonte como Dona Geralda.

A catadora já recebeu um prêmio concedido pela Unesco a brasileiros que se destacam em projetos de alcance social, por sua atuação na Associação dos Catadores de Papel, Papelão e Materiais Reaproveitáveis (Asmare), na capital mineira. Ela emocionou a plateia ao contar sua estória de vida e falar do orgulho que tem de sua profissão. Órfã de pai aos 3 meses, ela começou a catar papel aos 8 anos de idade.

foto: Zaca Oliveira/PMG

Washington Novaes disse que o problema do lixo é do poder público e de todo cidadão e que o Brasil está praticamente na estaca zero na legislação referente ao assunto. “É preciso responsabilizar o gerador de lixo pelo lixo que ele produz”, defende, explicando que em países mais avançados nesta questão as empresas são responsáveis pela destinação de materiais como pilhas, baterias e pneus, por exemplo.

O prefeito Sebastião Almeida disse que a coleta seletiva é uma das prioridades do seu governo e que quer a participação de todos os funcionários da Prefeitura nas atividades de sustentabilidade que serão implantadas em breve dentro da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P).

Na parte da tarde, foram realizadas oficinas sobre cinco temas:

  • Resíduos da Construção Civil e da Demolição,
  • Resíduos dos Serviços de Saúde,
  • Resíduos Sólidos Domiciliares Secos,
  • Resíduos Sólidos Domiciliares Úmidos e
  • Resíduos Especiais e Industriais.

FONTE: Prefeitura de Guarulhos