Mulheres empreendedoras podem contar com financiamentos a juros mais baixos

59
Cilene Oliveira ampliou linha de investimentos após empréstimo
Foto José Luiz

O Programa Mulheres de Negócios (ProMuNe) da Coordenadoria de Políticas para Mulheres (CPM) está oferecendo uma linha de microcrédito especial para as interessadas em abrir seu próprio negócio.

Elas poderão pegar até R$ 15 mil emprestados com juros mais baixos e terão até 24 meses para quitar, sem precisar comprovar renda. A taxa caiu de 3,9% ao mês para 0,64, com esta redução houve queda de 85 % ao ano, de 58% para 8%.A iniciativa é realizada em parceria com a Caixa Econômica Federal.

A finalidade deste Programa é gerar renda e promover a autonomia financeira para as mulheres, principalmente aquelas que estão em situação de risco social e vulnerabilidade, e que podem estar inscritas em programas de inclusão social da Prefeitura.

Para obter esta linha especial de microcrédito, as mulheres deverão procurar qualquer unidade das Casas da Mulher Clara Maria. Um agente de crédito acompanhará todas as ações. A documentação será enviada à Caixa para aprovação. Os empréstimos se iniciarão a partir do mês de outubro.

As inscritas poderão também participar de ações de mobilização e capacitação técnica relacionadas ao empreendedorismo produtivo e educação financeira na perspectiva de gênero. Além disso, terão acesso a oficinas temáticas, palestras e cursos de capacitação.

A implementação em Guarulhos do Programa Mulheres de Negócios (ProMuNe) vai ao encontro das diretrizes e metas previstas no 2º Plano Nacional de Políticas para as Mulheres, e também do Programa da Erradicação da Extrema Pobreza da presidenta Dilma.

Primeira mulher contemplada ampliou negócios

Primeira mulher contemplada com o microcrédito, a cabeleireira, Cilene Oliveira, é mãe de três filhos e vive com o companheiro no Jardim Bondança. Sua história é parecida com a de inúmeras mulheres que são autônomas. Há dois anos, já tinha percorrido inúmeros bancos para conseguir um empréstimo. No entanto, por conta do seu perfil, seus pedidos eram negados.

Após ficar sabendo do Programa por meio de uma amiga, foi requerer o crédito na Casa Clara Maria II, que enviou a documentação à Caixa Econômica Federal. O pedido foi aceito e liberado em novembro de 2010, para pagar em 24 vezes.

Boa parte do dinheiro foi necessária para reformar o salão improvisado que tinha em casa, e para comprar ferramentas de trabalho como escovas, linhas de shampoos e cremes. Além disso, comprou vestidos de festas para alugá-los. Outra parte foi utilizada para alugar um espaço maior no Jardim Lenise, pois a clientela aumentou após os investimentos.

Serviço:

  • Casa da Mulher Clara Maria I

Endereço: Rua Francisco Antonio de Miranda, 65 – Centro
Telefone: (11) 2468-3569 / 2472-6926

  • Casa da Mulher Clara Maria II

Endereço: Rua Alberto de Mello Seabra, 292 – Jd. Angélica

Telefone: (11) 2480-1060

  • Casa da Mulher Clara Maria III

Endereço: Rua Agostinho dos Santos, 20 – Conjunto Habitacional Haroldo Veloso

Telefone: (11) 2467-6445

  • Casa da Mulher Clara Maria IV

Endereço: Rua Brigadeiro Lima e Silva, 480 – Vila São Rafael

Telefone: (11) 2086-2374

  • Casa da Mulher Clara Maria V

Endereço: Rua das Margaridas, s/n, Recreio São Jorge

Telefone: (11) 2446-1756