Programa de coleta seletiva recicla 1,76 mil toneladas de resíduos em 2011

48
Google Imagens

Desenvolvido pela Secretaria de Serviços Públicos, o Programa Coleta Seletiva Solidária busca a redução da geração de resíduos e sua reutilização para reciclagem e reinserção no processo produtivo. O programa tem, entre seus principais objetivos, a inclusão social de catadores de materiais recicláveis, com geração de trabalho e renda e a melhoria do meio ambiente e da saúde pública.

Graças ao programa, foram coletadas em 2011 mais de 1,76 mil toneladas de resíduos recicláveis secos. Em 2010, o número ficou em torno de 1,4 mil toneladas.

O programa, que teve início em 2005, conta com os projetos Nossa Secretaria Recicla, o Nossa Escola Recicla e o Coleta Porta a Porta, bem como com o sistema de coleta de resíduos recicláveis da rede dos Pontos de Entrega Voluntária (PEVs).

O projeto Nossa Secretaria Recicla em 2011 envolveu 15 secretarias municipais, três coordenadorias e duas autarquias, num total de 71 locais, que contribuíram com mais de 139 toneladas de resíduos. Já o Nossa Escola Recicla, que conta com a participação de 114 escolas municipais (aproximadamente 81.200 alunos), recolheu mais de 265 toneladas. O Porta a Porta atingiu a marca de 409 toneladas nos mais de 15 mil domicílios atendidos pelo programa. Nos PEVs foram 218 toneladas e outros parceiros colaboraram com mais 727 toneladas.

Destino dos resíduos secos

Os materiais coletados (plásticos, vidros, papel e metal) são destinados à cooperativa Coop-Reciclável para posterior comercialização. Já os referentes à construção civil são encaminhados à usina da Proguaru. Os resíduos de concreto são utilizados na construção de pré-moldados, meio fio, blocos de concreto e calçadas. Os resíduos de cerâmica e argamassa serão aproveitados na conservação e pavimentação de vias urbanas e tapa-valas.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos