Mata Atlântica de Guarulhos tem desmatamento zero desde 2008

93
Mata Atlântica de Guarulhos
Imagem Divulgação

O município não tem desmatamentos na mata atlântica desde 2008. Os dados constam na sexta edição do Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica, divulgado na última quinta-feira (26), pela Fundação SOS Mata Atlântica e pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE).

O documento tem a finalidade de monitorar as alterações da cobertura vegetal e orientar as políticas públicas para conservação desse bioma.

Guarulhos tem cerca de 81,4 mil quilômetros quadrados de vegetação preservada. Apesar dos estudos indicarem levantamentos a partir de 2008, desde 2005 a Secretaria de Meio Ambiente intensificou o trabalho de fiscalização para combater as ocupações irregulares que causam a supressão da mata atlântica, com o apoio da fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e do Grupamento de Proteção Ambiental da Guarda Civil Municipal.

Além da realização de fiscalização terrestre acontece a fiscalização aérea, para monitorar a ocorrência de construções clandestinas camufladas no interior das Áreas de Proteção Ambiental (APAs) e das Áreas de Preservação Permanente (APPs) – locais onde a ocupação é expressamente proibida por, entre outras coisas, modificarem a vegetação natural e diminuírem a qualidade dos mananciais. As imagens registradas durante os voos orientam as operações de controle ambiental e sinalizam onde as demolições serão necessárias para impedir o avanço das ocupações desordenadas.

Segundo o secretário de Meio Ambiente, Alexandre Kise, Guarulhos caminha para se tornar uma cidade referência em Unidades de Conservação e respeito ao meio ambiente. “É importante destacar que o governo municipal tem estabelecido políticas públicas em defesa do meio ambiente através da implantação do Zoneamento Ambiental, da criação de áreas de proteção, da investigação da fauna e flora, da recuperação de áreas desmatadas e, principalmente, da intensificação da fiscalização em toda a cidade”, afirmou.

Desmatamento – São Paulo e Guarulhos

Os índices de preservação da mata atlântica de Guarulhos são superiores aos de São Paulo. Enquanto o município tem 25% de cobertura vegetal, São Paulo tem apenas 15,78%. Além disso, o desmatamento na capital foi de 27 hectares, de 2008 a 2010, e no município de Guarulhos não houve desmatamento no mesmo período.

Atlas dos Remanescentes Florestais da Mata Atlântica

O primeiro mapeamento publicado em 1990, com a participação do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), teve o mérito de ser um trabalho inédito sobre a área original e a distribuição espacial dos remanescentes florestais da mata atlântica, tornando-se uma referência para pesquisas científicas relacionadas ao tema e para o desenvolvimento das ações políticas de conservação do bioma.

A elaboração do atlas contou com a participação e a contribuição de diversas instituições, órgãos governamentais, entidades ambientalistas, universidades, institutos de pesquisa, empresas, além de vários pesquisadores, cientistas e ambientalistas. As imagens, mapas, fotos de campo, arquivos em formato vetorial e dados dos remanescentes florestais, por município, estado, unidade de conservação, bacia hidrográfica, corredor de biodiversidade e área prioritária para conservação da biodiversidade estão acessíveis nos portais www.sosma.org.brwww.inpe.br.

Fonte: Prefeitura de Guarulhos