Jorge Mello na Casa dos cordéis

228
Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

Cantor e compositor nascido em Piripiri no Estado do Piauí, estudou em Teresina Fortaleza e São Paulo (concluiu o curso de Música e Direito). É músico desde os nove anos de idade. Na capital cearense venceu festivais de música, dirigiu a parte musical de programas da TV Ceará, que foram os embriões do chamado “movimento cearense de música”, pois dali saíram os grandes nomes da MPB de hoje como Fagner, Belchior, Ednardo e Amelinha.

Jorge Mello veio ao sul em 1971 com essa turma e com eles vem abrindo espaços para a música nordestina. Apareceu no Festival Universitário do Rio de Janeiro de 72, conquistando o primeiro lugar em Comunicação e levando ainda o prêmio de melhor intérprete. Nesse ano gravou seu primeiro disco pela Poligram, um compacto duplo. De 72 a 76, fez cinema e trilhas de publicidade; período em que concluiu o curso de música, formando-se em “Composição e Regência” e em “Licenciatura Plena”, vindo a lecionar em três faculdades.

Em 76 gravou o LP “ BESTA FERA”. Pelas características da novidade da proposta sonora, foi um acontecimento, pois o disco é escolhido pela crítica como o melhor do ano. Isso valeu um contrato com a WEA. Nessa nova gravadora, fez um disco baseado nas formas da poesia tradicional nordestina, só que gravadas com arranjos eletrônicos, misturados à sanfona e à viola.

Nasceu aí o forró eletrônico, com o LP “ JORGE MELLO – INTEGRAL”. Outra vez surpreendeu a crítica, ganhando prêmios. Confirmou o que poderia se esperar desse músico, preocupado com a descoberta. No ano seguinte gravou pela Continental, o LP “ CORAÇÃO ROCHEDO” e o compacto “CONSTELAÇÕES” (Cupertino de Meneses e Hermes Fontes). Em 80 gravou o LP “DENGO DENGUE” e foi o primeiro artista da nova geração a gravar lambadas, merengues, registrando a latinidade que mais tarde tomaria conta da música universal. Nesse período inicia a atividade de Produtor, para a gravadora Continental e para a Música Independente. Com essa experiência abre o próprio selo. Nasce a J. M. T. PRODUÇÕES onde já produziu e lançou dezenas de artistas.

Em 87 grava “UM TROVADOR ELETRÔNICO”. Em 90 grava “UM TROVADOR ELETRÔNICO-Volume II”, um disco moldado no show. Em ambos tem a participação de Belchior, seu parceiro mais constante. Em 95 grava o primeiro CD “MAIS QUE DE REPENTE” onde interpreta clássicos da MPB, além de composições suas e de seus parceiros. Em 97 lança o CD “RIMA”. O mais recente CD: “CLARAMENTE” gravou para a CPC/UMES. PARCEIROS – JORGE MELLO compôs com uma infinidade de parceiros. Entre eles: Belchior, Tom Zé, Vicente Barreto, Anastácia, Evaldo Gouveia, Cesar do Acordeon, Carlos Pitta, Jairo Mozart, Gereba, Capenga, Pekin, Lumumba, Antonio J. Brandão, Paulo Soledade, Graco, Yeda Estergilda, Ricardo Bezerra, Malcom Roberts e outros.

Jorge Mello é um dos poucos artistas da música popular brasileira com habilidade para criar versos improvisados na hora. É um repentista e um estudioso da cultura popular em especial do REPENTE e da LITERATURA DE CORDEL (também é autor dessa literatura de narrativa em versos). Cria versos improvisados em vários estilos da cantoria e sempre cheios de humor e ironia que encantam qualquer platéia. Em seus shows deixa de interpretar suas canções (tem mais de uma centena de canções de sua autoria gravadas), para improvisar versos. Momento em que tira proveito dos presentes criando versos do mais fino humor. Também com habilidade mostra as diferenças nos vários estilos em que improvisa. Quando faz palestras sobre repentes e cordel, costuma ministrar parte de sua palestra em versos improvisados na hora, criando um momento mágico inesquecível. Escreve sobre a matéria em revistas especializadas e tem livros publicados sobre o assunto.

DISCOGRAFIA:

1972 – Compacto Duplo FELICIDADE GERAL (Poligran)
1976 – LP BESTA FERA (Crazy/Copacabana)
1978 – LP JORGE MELLO – INTEGRAL ( WEA)
1979 – LP CORAÇÃO ROCHEDO ( Continental)
1980 – Compacto Simples NASCENDO DE NOVO (Continental)
1981 – Compacto Simples CONSTELAÇÕES (Continental)
1981 – LP DENGO DENGUE ( Continental)
1985 – Compacto Simples NA ASA DO AVIÃO ( Paraíso/Odeon)
1987 – LP UM TROVADOR ELETRÔNICO(Paraíso/Continental)
1990 – LP UM TROVADOR ELETRÔNICO – Vol. 2 (J.M.T.)
1997 – CD MAIS QUE DE REPENTE ( Brasidisc)
1999 – CD RIMA ( J. M. T. /Camerati)
Agora CD CLARAMENTE ( CPC/UMES)

Serviço

show ‘CLARAMENTE’

  • Data: 13 de julho de 2013
  • Horário: Às 20h00
  • Local: Casa dos cordéis (Veja o endereço)
  • Valor: entrada 10,00