Prefeitura entrega 60 apartamentos no conjunto Santo Agostinho

54
Habitação
Imagem Divulgação

A Prefeitura de Guarulhos entregará neste sábado, dia 17, a partir das 10 horas, na rua Joaquina de Jesus, no Taboão, mais 60 apartamentos no Conjunto Habitacional Santo Agostinho.

Já foram entregues 20 unidades e outras 40 serão construídas após o remanejamento das famílias que serão beneficiadas pelas novas moradias.

A ação faz parte do projeto de urbanização de favelas desenvolvido pela Secretaria Municipal de Habitação e conta com apoio do PAC/PPI (Programa de Aceleração do Crescimento e dos Projetos Prioritários de Investimento). Todas as moradias são de interesse social, ou seja são destinadas a pessoas cujos rendimentos variam de zero a três salários mínimos. Os apartamentos têm em torno de 45 m2 (sala, cozinha, dois quartos e banheiro) e contam com paisagismo, playground e vaga de estacionamento de uso coletivo. O custo para a construção destas 60 unidades foi de cerca de R$ 2,8 milhões.

A ocupação da área do Santo Agostinho aconteceu no início da década de 90.
As moradias irregulares avançaram sobre a faixa que dá acesso à Marginal do Baquirivu e foram construídas as margens do córrego. No local, as famílias conviviam com mau-cheiro e falta de infraestrutura.

A maranhense Maria das Graças Lima Silva receberá a chave de seu apartamento no próximo sábado. A dona-de-casa, que é conhecida por seus amigos como Mara, mora na comunidade desde 99. Ela tem 38 anos, é casada e mãe de um rapaz de 18 anos e de uma garota de 16, que é deficiente. Mara divide seus dias com afazeres domésticos e cuidados com a filha. “Além do sonho de morar num lugar melhor, agora eu tenho a chance de oferecer a minha filha uma maior qualidade de vida”, salienta.

região há mais de 13 anos, a ida para apartamento muda tudo. “Passei muita dificuldade quando vim para Guarulhos, se pagasse aluguel não comia. Então foi uma fase muito complicada. Hoje estou bem, trabalho como ambulante e vendo churrasquinho. Acordo cedo e durmo tarde, mas minha vida melhorou muito. A casa própria deixou de ser apenas um sonho”, enfatiza.

Próximo à praça 8 de Dezembro, o Santo Agostinho é interligado pelas avenidas Otávio Braga, Marginal do Baquirivu e Jamil Zarif. O conjunto habitacional está inserido numa região que conta com inúmeros serviços públicos e ganhará em breve novos equipamentos como escola, creche, restaurante popular e terminal rodoviário.

As unidades doconjunto habitacional Santo Agostinho são as primeiras de uma série de domicílios que serão entregues. Confira as obras que estão em andamento.

EM CONSTRUÇÃO

  • Pimentas III – 140 apartamentos
  • Ponte Alta – 40 apartamentos
  • Bondança I – 85 apartamentos
  • Maria Clara – 36 apartamentos
  • Santa Cecília – 220 apartamentos (1ª etapa) / + 120 (2ª etapa)
  • Cid. Jd. Cumbica II – 22 unidades
  • Pimentas I – 400 apartamentos
  • Bela Vista – 85 unidades (1ª Etapa)/ + 98 (2ª Etapa)