Guarulhos será beneficiado com R$ 14 milhões para a Saúde

286
Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

O ministro da Saúde Alexandre Padilha esteve em Guarulhos nesta sexta-feira (8) e anunciou a liberação imediata de R$ 14 milhões para a implantação da Rede de Urgência e Emergência de Guarulhos e do Alto Tietê. Em solenidade realizada no Adamastor Centro, Padilha também assinou, juntamente com o prefeito Sebastião Almeida, ofício no qual o município manifestou interesse na instalação de uma Faculdade de Medicina pública ou privada na cidade, cujo prazo para formalização era até esta data.

“Guarulhos tem mais de um milhão de habitantes e não tem nenhuma vaga de medicina. A implantação de uma Faculdade de Medicina no município é também uma forma de fixar o médico na cidade”, defendeu Padilha. O ministro disse que a liberação de verba é mais uma demonstração de parceria entre o governo federal e os municípios brasileiros. “As ações, como é o caso do Programa Mais Médicos, não chegam à população se não for por meio dessa parceria com os prefeitos e prefeitas”, falou.

Rede de Urgência e Emergência

Chamada de RUE, a Rede de Urgência e Emergência prevê melhorias no Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192), nas UPAs (Unidades de Pronto-Atendimento 24 horas), no Programa de Atenção Domiciliar, bem como o custeio de salas de estabilização, além de leitos clínicos e de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), leitos de cuidados prolongados (de longa permanência) e unidades de AVC (Acidente Vascular Cerebral). “A iniciativa dobra a verba de custeio para leitos de UTI e é fundamental para ajudar os municípios”, destacou o ministro.

O valor total que será aplicado na implementação da RUE chega a R$ 112 milhões. Esse montante vai custear a criação de 261 leitos de retaguarda clínica, a qualificação de 73 leitos clínicos já existentes, a implantação de 107 leitos de UTI adulto e infantil, a qualificação de outros 79, a criação de 210 leitos de cuidados prolongados e 17 destinados ao tratamento do AVC, bem como a ampliação de 12 UPAs e a melhoria dos prontos-socorros do Hospital Municipal Pimentas Bonsucesso (Guarulhos) e Luzia de Pinho Melo (Mogi das Cruzes).

Em Guarulhos, a RUE deve custear a criação de 145 leitos de retaguarda clínica nos hospitais Stella Maris, Padre Bento, Pimentas Bonsucesso e Hospital Municipal de Urgências (HMU), bem como qualificar 56 já existentes. Também deverão ser implantados 59 leitos de UTI adulto e 14 infantis nos hospitais Pimentas Bonsucesso, Stella Maris, HMU e Hospital Geral de Guarulhos (HGG), qualificados outros 37, bem como criados 130 leitos de cuidados prolongados no HMU e no novo hospital que será construído em parceria com o Nipo Brasileiro.

Para a melhoria do pronto-socorro do Hospital Pimentas Bonsucesso, Guarulhos receberá custeio anual de R$ 2,4 milhões e mais R$ 3 milhões para a readequação física e tecnológica. Além dessas medidas, o ministro da Saúde também anunciou a vacinação gratuita contra o HPV de adolescentes pelo Programa Saúde na Escola, em 2014, bem como o aumento de 50% na tabela SUS para as Santas Casas que assinarem contrato com os municípios, se comprometendo a atender as maiores necessidades de cada região.

“Essa é uma das bases do tripé que ainda prevê moratória de dívidas com o governo federal e linha de financiamento para a quitação das dívidas das Santas Casas com os bancos no caso de ampliação do atendimento à população, conforme as necessidades dos municípios”, explicou Padilha.

Via: Prefeitura de Guarulhos