Guarulhos inaugura Centro de Referência da Igualdade Racial

286
Imagens: Fábio Nunes Teixeira

O Vice-prefeito e Secretário da SECEL, Alexandre Zeitune, falou durante o evento

A Prefeitura de Guarulhos inaugurou nesta terça-feira (25) o Centro de Referência da Igualdade Racial no CEU Ponte Alta. O espaço prestará atendimentos voltados para assuntos voltados às relações raciais como: acolhimento às vítimas de racismo, com suporte social, psicológico e orientação jurídica; oficinas de prevenção do racismo; espaço para leitura de livros sobre a temática racial; exibição de filmes e debates. As atividades não serão realizada apenas no Centro de Referência, mas também em equipamentos públicos da região, como escolas, Unidades Básicas de Saúde – UBS e Centros Educacionais Unificados – CEU. Durante a inauguração os convidados puderam apreciar a palestra “Para bem viver é preciso estar viva” ministrada por Carmem Dora, presidente da Comissão da Igualdade Racial da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/SP. O evento também marcou o 25 de julho – data em que se comemora o Dia da Mulher Negra Latinoamericana e Caribenha.

Estiveram presentes o vice-prefeito de Guarulhos, Alexandre Zeitune; o secretário de Assuntos Difusos, Lameh Smeili; os subsecretários da Igualdade Racial, Anderson da Silva Guimarães; de Políticas da Diversidade, Ana Marques; e de Políticas para as Mulheres, Verinha Souza, além do presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção Guarulhos, Alexandre de Sá Domingues.

O vice-prefeito Alexandre Zeitune reforçou a importância da pluralidade, dizendo que a nossa cidade e o nosso país é ricamente diverso. “A pluralidade nos dá musculatura e força. Ainda bem que nós somos diferentes. Este espaço é um modelo de cultura que agrega e que pertence à população da cidade de Guarulhos”, afirmou.

O secretário Lameh lembrou que a busca pela igualdade racial é uma autêntica luta pela vida. “Nós todos devemos muito aos índios e aos negros do Brasil. A história oficial não registra determinados fatos, mas a igualdade racial está presente em diversas cores e em diversas faces. A única raça existente é a humana”, disse.

Anderson Guimarães, por sua vez, enalteceu o valor da equidade como fator de política pública. “A equidade é dar mais a quem precisa mais. O Centro de Referência da Igualdade Racial é o espaço para nós trabalharmos o empoderamento da população por meio de cursos, palestras e da educação – única forma de nós evoluirmos como sociedade, cujos valores principais são o respeito e a harmonia”, concluiu.

A atração artística ficou por conta da cantora Tatiana Pereira e dos músicos Nei Guitar e Isabela, que apresentaram grandes sucessos, como “Pérola Negra”, “Canto das Três Raças” e “Olhos Coloridos” (Sarará Crioulo).

11a. Semana da Mulher Negra e Latinoamericana e Caribenha

Aberta com a inauguração do Centro de Referência da Igualdade Racial, a 11ª. Semana da Mulher Negra Latinoamericana e Caribenha – “Trajetória, afetividade e liderança” prossegue nesta quarta-feira (26), das 09h às 13h, no Calçadão da rua Dom Pedro II – Centro, com a Oficina de Turbantes, painel “Grandes Mulheres Negras Brasileiras” e informações sobre a saúde da mulher; na sexta-feira (28), às 14h, no auditório da Secel (rua Claudino Barbosa, 313 – 5º andar – Macedo) haverá roda de conversa, com o tema “Mulher Negra no Mundo do Trabalho”.

O Centro de Referência da Igualdade Racial funcionará dentro do CEU Ponte Alta (rua Pernambuco, 836, entrada pela rua Florestan Fernandes, s/nº, sala 12 – 1º andar, Ponte Alta, Guarulhos), de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h – fone 2408.5597.

As vítimas de racismo poderão registrar a ocorrência por meio do SOS Racismo (Guarulhos): 2402-1000.

Via Prefeitura de Guarulhos