Fundo Social forma 536 alunos em cursos profissionalizantes

171
Imagem Divulgação

Nesta segunda-feira (4), o Teatro Adamastor Centro esteve lotado com a presença dos 536 alunos formados em 18 cursos das áreas de alimentação, artesanato, beleza, costura e terapias naturais, cedidos pela Coordenadoria do Fundo Social da Solidariedade.

A capacitação profissional tem por objetivo oferecer aos participantes alternativas para geração de renda. Os cursos e oficinas têm carga horária entre 100 e 200 horas e são oferecidas em diversas unidades do órgão. Desde 2009, o Fundo Social já formou mais de 3.500 pessoas.

Estiveram presentes ao evento, o prefeito Sebastião Almeida; a presidente do Fundo Social, Lourdes Almeida; o presidente do Instituto Civitas – Cidadania e Políticas Públicas, Ronaldo Gonçalves; e a coordenadora do órgão, Andréa Grucci.

O prefeito Almeida lembrou a lei aprovada no ano passado, Empreendedor Legal, que já possibilitou o direito à aposentadoria e legalidade do comércio de mais de 20 mil microempreendedores neste meio tempo. “Nunca foram vistos tantos empreendimentos imobiliários espalhados pela cidade. As pessoas estão escolhendo viver em Guarulhos, o que nos faz trabalhar ainda mais para fortalecer a economia, ampliar a indústria e fazer com que vocês desenvolvam cada vez mais seus bairros estudando e sabendo melhor como lidar com pequenos comércios. Vocês podem ser seus próprios patrões”, comemorou.

No evento, Lourdes agradeceu a força e determinação dos alunos que seguiram até o fim e conseguiram receber seus diplomas. “Batalhamos bastante nesses quatro anos para que todos da cidade tenham uma formação profissional, e sabemos que, terminado o curso, vocês não precisarão mais depender de ninguém. Serão geradores de renda a partir de agora”, afirmou.

A primeira formatura do ano também contou com uma nova profissão: a de sommeliers, profissionais responsáveis em conhecer todos os tipos de vinho. A coordenadora Andréa Grucci destacou a importância dos novos cursos e anunciou a parceria entre Prefeitura e o Guarulhos Convention & Visitors Bureau (GRUCVB) para um curso de Governança, que já está com inscrições abertas. “Se os hotéis estão nos procurando para que formemos esses profissionais, estão precisando de mão de obra. Precisamos aproveitar as oportunidades que a Copa do Mundo e as Olimpíadas vão gerar. Guarulhos é a porta de entrada para os que vêm ao Brasil”, afirmou.

Uma das formandas foi Beatriz Celi Denucci que, com 66 anos, recebeu o terceiro diploma dos cursos que realizou no Fundo Social. “Trabalho em casa como terapeuta corporal e já me formei, pelo Fundo Social, em Florais de Bach e Massoterapia. Hoje termino o curso de Teoria Básica de Medicina Chinesa, o que acrescenta ainda mais na minha formação e faz com que meu trabalho seja melhor dia após dia”, contou feliz.

Via: Prefeitura de Guarulhos