Google tem 38 vagas abertas no Brasil

105
Imagem Divulgação

Tente trabalhar lá!
Saiba como funciona o processo seletivo da empresa e quais os perfis que eles esperam encontrar

A gigante de buscas está com 35 vagas abertas em São Paulo e mais três vagas em Belo Horizonte, um dos maiores escritórios da empresa no mundo.

As vagas para a capital paulista incluem assistente jurídico, gerente de vendas, vendedor para pequenas e médias empresas, gerente de marketing, além de vagas para programadores e até gerente de conta para o Google Wallet – serviço ainda inédito no Brasil. Já em Minas Gerais, as oportunidades são para engenheiro de software e gerente de data center.

Segundo estudo da Glassdoor, publicado pelo Search Engine Land, os funcionários do Googleestão mais satisfeitos que os do Facebook. O buscador marcou 3,9 pontos contra 3,7 da rede social na pesquisa. O fator que mais influenciou na escolha dos entrevistados foi o ambiente de trabalho .

Os “Googlers”, como são chamados os funcionários, parecem gostar mais do seu CEO que os “Facebookers” e, além disso, não se importam tanto em trabalhar longas horas e passar do horário do expediente sucessivas vezes. O interessante é que mesmo não tendo a preferência geral, o Facebook paga mais. O salário de um funcionário pleno chega a ser até US$ 3 mil maior do que aquele praticado pelo Google, sem falar que o processo seletivo da rede social é mais leve.

A empresa exige que o candidato passe por diversas etapas, o que pode levar cerca de seis semanas. Em uma entrevista para a revista Exame, Ana Carolina Azevedo, gerente de recrutamento do Google para a América Latina, revela que eles recebem currículos via website do Google, indicações de funcionários e universidades. Os CVs são avaliados e os que têm mais a ver com as vagas são chamados para entrevista por telefone com o recrutador e, depois, para um encontro presencial.

O que eles querem

Nesta fase são avaliadas a habilidade cognitiva, raciocínio analítico, experiência profissional, evidências de liderança e adequação à cultura da empresa. Com as avaliações das entrevistas e do currículo, o perfil completo do candidato é enviado ao comitê de seleção da região e à matriz nos Estados Unidos. Se ambas equipes gostarem dos cadidatos, estes receberão uma oferta da empresa.

Uma das caracteríticas que a companhia espera ver em um candidato é a ambição. Portanto, falar sobre seus sonhos e planos futuros, é importante. Outro ponto indispensável é aprender rápido, já que trabalhar no mundo da tecnologia exige agilidade. Estudar bastante e aplicar conhecimentos acadêmicos aos trabalhos exercidos também é esperado pelos líderes da empresa, assim como ampliar seus conhecimentos. Para trabalhar no Google é necessário saber de várias coisas e, obviamente, ter uma conta no Google Plus e demais serviços da empresa.

O Google leva as contratações muito a sério. Apesar de o processo ser um pouco lento e burocrático, a empresa se esforça para que, durante a contratação, os candidatos sejam informados de tudo o que está acontecendo. Para manter essa fórmula mágica de contratações “perfeitas”, quase todos os funcionários do Google já recrutaram, entrevistaram ou contrataram, pois isso faz parte de suas responsabilidades. Além de ser parte do trabalho, tudo é medido. Os colaboradores recebem bônus cada vez que indicam um candidato que é aprovado. A maioria faz diversas entrevistas no mês e é obrigada a dar um feedback por escrito.

Todos são orientados sobre como fazer entrevistas e como opinar de maneira mais esclarecedora. Fora isso, o sistema mantém o controle das entrevistas, feedbacks e avaliações do candidato, e são analisadas pelo comitê de contratação. Isso mesmo, os feedbacks sobre candidatos geram feedbacks para os funcionários.

Existem muitas vagas abertas no Google e podem permanecer assim por um bom tempo. A empresa prefere deixar espaços vagos a contratar funcionários que não supram os requisitos determinados. Os comitês de contratação jamais poderão escolher alguém rapidamente só porque o gerente do departamento está com pressa.

Tudo no Google é diferente, inclusive a definição de metas e objetivos. Lá eles estabelecem objetivos e medem o progresso a cada trimestre, e mesmo quando não alcançam o que querem, os resultados ainda assim são impressionantes para o mercado. Para eles, atingir 60% do impossível é melhor do que 100% do normal, e é por isso que conseguir entrar nessa equipe de vencedores é difícil. No final das contas, o grande segredo do Google é o seu povo.

E aí, ficou empolgado? Então clique aqui e se candidate para uma das 38 vagas abertas no Brasil. Escolha a cidade em que você quer trabalhar e siga em frente. O processo pode ser difícil, mas também bastante gratificante. Veja no vídeo abaixo como é trabalhar na empresa.

Via: Lemon Blog