Mostra de Artes Cênicas terá 11 espetáculos com entrada gratuita neste fim de semana

351
Imagem Divulgação
Imagem Divulgação

A Mostra de Artes Cênicas (MAC), realizada pela Secretaria de Cultura, continua neste sábado e domingo, dias 19 e 20. No total, 11 espetáculos serão apresentados no Teatro Adamastor Centro. Todas as peças têm entrada gratuita e os interessados devem retirar ingressos na bilheteria uma hora antes do início de cada apresentação.

A MAC acontece até o dia 27 de outubro e tem o objetivo de mapear e divulgar a produção artística em artes cênicas na cidade. De acordo com o secretário Edmilson Souza, o evento é importante porque possibilita a valorização de artistas locais, assim como oferece a oportunidade de públicos de diversas idades terem acesso a peças gratuitas.

Confira abaixo a programação completa:

Dia 19 / sábado

15 horas – “Os Saltimbancos” – Cia Nó
Texto de Chico Buarque que conta a história de quatro animais que desabafam suas dificuldades na vida com seus donos. Uma crítica social em relação à ditadura e diferenças sociais no Brasil, porém contada de maneira lúdica. Infantil. 40 min. Classificação: Livre. Local: Teatro.

17 horas – “O Poder do Futuro” – Unique
Ano 2000. Ocorre o apocalipse e quase todos os seres são dizimados, restando algumas pessoas. Os negros se unem e tomam o controle da situação, fazendo alguns prisioneiros. Encontram um sobrevivente que anseia por liberdade, levantando uma revolução contra o louco comandante que governa o mundo com sua grande arma. Drama. 80 min. Classificação: 14 anos. Local: Teatro.

19 horas – “Só” – Núcleo Extedoe e Núcleo Cênico Os 4 (Espetáculo Convidado)
Parceria entre os dois núcleos de dança e teatro, o monólogo “Só”, criado em 2007, surgiu das experiências do artista João Marcos Bargas. Com enfoque em uma dramaturgia do corpo, o intérprete transforma seus sentimentos em movimentos e mescla artes plásticas e cênicas em uma abordagem contemporânea. Espetáculo contemplado pelo FunCultura. Dança-Teatro. 30 min. Classificação: 14 anos. Local: Teatro.

19h45 – “Guerra” – Cia. Meios & Fins
Recortes de músicas e poemas com tematização em torno da problemática da fome. Drama. 10 min. Classificação: Livre. Local: Saguão.

20h30 – “Por que eu?” – Cia. Teatral Apolo e Dionísio
Três órfãos, sem trabalho, sem comida. Mas esta não é uma história triste. Certamente, você vai se divertir com estes irmãos que querem se dar bem. A única coisa que não querem é trabalhar. Comédia. 50 min. Classificação: 12 anos. Local: Teatro.

Dia 20 / domingo

14 horas – “Lampião e Maria Bonita” – Teatro Mix
O texto traz a história do rei do cangaço, a partir de seu primeiro encontro com Maria Bonita de forma tragicômica e irreverente. Tragicomédia. 25 min. Classificação: Livre. Local: Teatro.

16 horas – “Existo” – Cia Sem Rumo
Uma história sobre pessoas que buscam o sentido da vida por meio de monólogos filosóficos e que suscitam a reflexão do público. Drama. 25 min. Classificação: Livre. Local: Teatro.

18 horas – “Quem é ninguém?” – Cia. Teatral Playmobilles
Uma adaptação do “Auto da Lusitânia”, de Gil Vicente, que retrata a humanidade arrogante, prepotente, corrupta e sem consciência de seus erros. Comédia dramática. 45 min. Classificação: 14 anos. Local: Teatro.

19 horas – “O Bem Amado” – Cia. Grito
Personagens caricatos e populares participam do texto de Dias Gomes. Uma comédia que retrata os desmandos do poder e a sua manipulação. Comédia. 20 min. Classificação: Livre. Local: Saguão.

19h30 – “Guizos” – Cia. Experiência O Teatro do Excluído
Narrativa dos seis meses de uma conturbada relação entre um médico e um menino de 9 anos, a peça fala sobre os desgastes cotidianos e sobre a loucura. Drama. 40 min. Classificação: 18 anos. Público limitado a 35 pessoas. Local: Sala de Memória).

20 horas – “Filhos do Desprezo” – Cia. Os Outros
Inspirado em fatos reais, Filhos do Desprezo conta a história de um crime ocorrido em Guarulhos. Drama. 50 min. Classificação: 16 anos. Local: Teatro.

Dia 25 / sexta

20 horas – “O Mambembe” – Cia. Mater Amabilis
É a história de uma companhia teatral que viaja pelo interior do país, enfrentando todo o tipo de dificuldade para realizar seus espetáculos e atrair público. A peça, uma espécie de hino de amor ao teatro, apresenta, com muita graça, o enredo centrado nas personagens Laudelina, mocinha que deseja ser atriz, e Frazão, o empresário do grupo mambembe. Comédia. Duração: 90 min. Classificação: 12 anos. Local: Teatro.

Dia 26 / sábado

14 horas – “A Mendiga” – Cia. Lanterna Teatro
Em uma noite de Natal, uma mulher de classe média alta é surpreendida por uma mendiga que por três vezes seguidas bate à sua porta em busca de comida. Drama. 40 min. Classificação Livre. Local: Teatro.

15h30 – “No último andar é mais bonito: é lá que eu quero morar” – Cia. Dorcelina
Exercício cênico criado coletivamente a partir da apropriação lúdica do poema de Cecília Meireles, “O último andar”. Infantil. 20 min. Classificação: Livre. Local: Auditório).

16 horas – “Jó e Thamar” – Grupo de Teatro Cristão Ágape
A peça retrata o cruzamento das histórias de Jó e Thamar. Tem por temática a resiliência cristã por meio da fé em Deus frente a situações desesperadoras como a perda de entes queridos, destruição de bens materiais, doenças graves e estupro. Drama. Duração: 30 min. Classificação: 14 anos. Local: Teatro.

17h30 – “Sob os Limites da Insanidade” – Cia. Insano Movimento
Uma bailarina, completamente perdida em seus vícios, sequestrada no auge do sucesso: uma bomba prestes a explodir e a por um fim em tudo e a insanidade de um amor. Drama. 80 min. Classificação: 12 anos. Local: Teatro.

19 horas – “Atravessamos: a história de Sofia” – Teatro La Casa del Perro (espetáculo convidado)
Há momentos na vida que devemos atravessar. Nós, encharcadas de fronteiras e de abismos internos, cedo ou tarde somos chamadas a empreender a viajem levando as histórias, feridas e fortalezas de nossas antepassadas. Esta, também, é a história de Sofia, uma mulher que como muitas outras, atravessa o deserto para voltar ao “lar”. No caminho, descobrirá que a única coisa que pode devolver-lhe a valentia e dar-lhe fortaleza para vencer é a voz desses contos antigos que revivem cada vez que alguém necessita escutá-los. Baseado em contos da tradição oral de distintos cantos do mundo. Tragédia. 60 min. Classificação: 14 anos. Idioma: Espanhol. Local: Teatro.

19h30 – “Guizos” – Cia. Experiência O Teatro do Excluído
Narrativa dos seis meses de uma conturbada relação entre um médico e um menino de 9 anos, a peça fala sobre os desgastes cotidianos e sobre a loucura. – Drama. 40 min. Classificação: 18 anos. Público limitado a 35 pessoas. Local: Auditório.

20 horas – “Código da Vinci” – Cia. Centopéicos
A intervenção narra o aparecimento e a queda de Lúcifer. Após sua queda, surge o rei dos apóstolos, que oferece o seu alimento que rejeita; mas mesmo após sua rejeição ele é levado. Drama. 20 min. Classificação: Livre. Local: Saguão.

20h30 – “Os Filhos da Dita” – Cia. Arlequins (espetáculo convidado)
Ambientado no período da Ditadura Militar no Brasil, o espetáculo visa a permitir ao “indivíduo” sentir que é real o preceito de que é o homem que constrói a sua história, e não fortalecer a afirmação que a história acabou e que vivemos no melhor dos mundos possíveis é nosso objetivo. Local: Teatro.

Dia 27 / domingo

14 horas – “O Palhacinho e a Rosa” – Baú de Luz
Um palhacinho triste, chorando, senta-se em um canto de um jardim e encontra uma rosa falante que diz a ele sobre todo o encanto da natureza: e assim a história se desenrola. Infantil. 45 min. Classifi cação Livre. Local: Teatro.

16 horas – “Tipo… Família!” – Grupo Arte Anônima
Será mesmo que família é tudo igual? O espetáculo mostra a irreverência de uma família para lá de diferente: um casal que enfrenta a rotina do casamento de forma bastante ácida, com filhos e genro nada convencionais. Comédia. 60 min. Classificação: 14 anos. Local: Teatro.

17 horas – “Sequestro” – Sotero Cia. de Teatro
Espetáculo que retrata uma mulher sequestrada de seus valores, representando a humanidade contemporânea violada de seus direitos e sem consciência de que está aprisionada. Mas quem poderá libertá-la? O sistema? Monólogo / Drama. 35 min. Classificação: 18 anos. Local: Sala de Memória.

18 horas – “A Consulta” – Trupe Zoé
Uma viúva se sente doente e decide ir ao médico, porém ao se enganar, erra a porta e acaba entrando no consultório de um advogado, por quem se apaixona. A descoberta de uma mentira e de um amor à primeira vista, a juventude aflorada e uma paixão proibida. Drama. 40 min. Classificação: 12 anos. Local: Teatro.

19 horas – “A Cobra vai Fumar” – TUOV (Teatro Popular União e Olho Vivo) (espetáculo convidado)
A partir de relatos de ex-pracinhas da Força Expedicionária Brasileira, que combateu em Monte Castelo e outras regiões da Itália na Segunda Guerra Mundial, o Olho Vivo conta, em forma de fragmentos, um pouco de um passado ainda presente. Como se a memória teimasse em esquecer e lembrar. Teatro de Rua. Local: Teatro.

Serviço:

Local: Adamastor Centro  (Veja o endereço)