Cia. Circo Mínimo apresenta “Jucazécaju” no Adamastor Pimentas

122
Imagem Divulgação

Adaptação do livro “As Asas do Crocodilo”, de Gilles Eduar. Em “Jucazécaju”, o Circo Mínimo usa a história do escritor e ilustrador Gilles Eduar para fazer uma fábula sobre a saída da primeira infância, usando os artifícios do circo, do humor e  da imagem. A história de Eduar é uma versão do clássico “O Patinho Feio”e conta a história de Jucazécaju, um crocodilo que se descobre dragão. A história começa quando Juca chega à ponte onde vive um grupo de crocodilos. Ali, eles o acham esquisito, mas gostam dele. Quando, um dia, ele espirra e sai uma labareda de sua boca, eles fogem e Juca entra em crise. Com medo do que vão achar, resolve partir rio abaixo. Adiante, encontra uma ilha, com um sábio que o instrui a usar  suas novas habilidades, o fogo e as asas. De volta, Juca encontra o grupo de crocodilos desmembrado, já que tinha sido atacado por caçadores. Usando suas novas habilidades, Juca salva seus amigos e vira o herói do dia.

Serviço

  • Data: 5 e 6 de maio de 2012
  • Horário: as 10h30 e as 16h00
  • Local: Teatro Adamastor Pimentas (Veja o endereço)
  • Direção: Carla Candiotto.
  • Concepção e Adaptação: Carla Candiotto e Rodrigo Matheus.
  • Duração: 50 minutos.
  • Indicação: livre.

Retirar um ingresso na bilheteria do teatro meia hora antes do início do espetáculo.