Confira o que aconteceu na abertura da 9ª Semana Guarulhense de Não-Violência à Mulher

351
Fotos: José Luiz/PMG

Cerca de 400 pessoas prestigiaram a abertura da 9ª Semana Guarulhense de Não-Violência à Mulher, nestasegunda-feira (22), no Teatro Adamastor Centro. Com o lema Lei Maria da Penha: Direito Adquirido deve Ser Garantido, o evento, que é uma iniciativa da Coordenadoria da Mulher (CM) com o apoio da Rede Guarulhense de Não-Violência à Mulher, homenageia neste ano as irmãs Mirabal, conhecidas como As Borboletas. A República Dominicana viviasob o regime do ditador Rafael Leonidas Trujillo Molina, que estava no poderdesde 1930. As três irmãs ajudaram a organizar a luta armada contra o ditador e foram mortas juntas, em uma emboscada.

Diversas autoridades do poder público estiveram presentes, como a coordenadora da Mulher(CM) Hedy Maselli, a secretária-adjunta da Saúde, Teresa Pinho de Almeida Tashiro, o coordenador da Juventude, Wagner Husokawa, dentre outros.

Para Hedy Maselli de Almeida, a violência contra a mulher é um grave problema de saúde pública mundial que afeta mulheres de todas as classes sociais e etnias e deve ser combatida e repudiada sempre.“Hoje, vamos iniciar uma série de atividades que tem por objetivo minimizar esse mal que infelizmente perpetua neste século. O combate à violência contra amulher deve envolver não somente o Poder Executivo, nas esferas municipais, estaduais e federal, mais também o Judiciário, que tem o dever e o poder de julgar e enquadrar os agressores dentro da lei; deve envolver a mídia, escolas e universidades. Qualquer cidadão ou cidadã tem o dever moral de denunciar este mal, de denunciar o agressor e de ajudar a vítima, encaminhando-a para os serviços de atendimento e acolhimento sempre que necessário”, concluiu.

Uma palestra temática foi realizada para o público local. As atividades continuam por toda a semana e são gratuitas eabertas ao público em geral. Nesta terça-feira (23), a Secretaria de Assuntos Jurídicos promoverá das 8 às 16 horas, na avenida Salgado Filho, 494, o I Fórum Municipal dos Direitos da Mulher, que abordará os seguintes temas: Educaçãoe Cultura pela Paz – Ações em Rede; Equidade de Gênero – Políticas Especiais para Mulheres; Direito do Trabalho; Assédio Moral e Aplicabilidade da Lei Mariada Penha.

Na quarta-feira (24), no auditório 5, doTeatro Adamastor Centro, no Macedo, acontecem duas importantes atividades: das9 às 12 horas:  Oficina sobreMercantilização do Corpo, comTicaMoreno, socióloga, integrante da Sempreviva Organização Feminista (SOF)e militante da Marcha Mundial das Mulheres (MMM). Das 14 às 16 horas: Roda deConversaViolência contra a Mulher,uma Questão de Saúde Pública, com as doutoras Heloísa Helena Sampaio, ginecologistae diretora do Hospital Municipal da Criança, e Fátima Duarte, ginecologista e integrante do Conselho Nacional de Saúde. Às 16 horas, haveráuma sessão especial de cinema no Cineclube Adamastor, que exibirá o filme  espanhol Pelos Meus Olhos.

Na quinta-feira, dia 25, Dia Internacional de Não-Violência à Mulher, às 10 horas no auditório 5, doTeatro Adamastor Centro, será lançada  em Guarulhos a Campanha Ponto Final na Violência contra a Mulher, com aparticipação de Rosa de Lourdes,assistente social e  coordenadora da RedeFeminista de Saúde.

Ainda, no dia 25, às 10 horas, na Casa da Mulher Clara Maria I haverá uma Roda de Conversa sobre Relações de Gênero eViolência Doméstica conduzida pela equipe da Coordenadoria da Mulher.  A 9ª Semana Guarulhense de Não Violência àMulherse encerra nesta sexta (26), às 14 horas, na Biblioteca MunicipalMonteiro Lobato, com o debate inter-religioso:“Mulheres DiscutindoReligião”.

Serviços

Tetro Adamastor Centro –   Avenida Monteiro Lobato, 734 – Macedo (Veja como chegar)

Biblioteca Municipal Monteiro Lobato –  Rua João Gonçalves, 439 – Centro (Veja como chegar)