Acne na mulher adulta

355
Google Imagens
Google Imagens

A pergunta mais frequente é, por que ainda tenho acne?
A acne, além de acometer um grande percentual dos adolescentes, pode atingir também mulheres na idade adulta. A doença pode surgir nesta fase da vida ou ser resultado da persistência da acne juvenil.

A genética pode ser a raiz do problema – seu DNA determina que algumas glândulas sebáceas tenham mais sensibilidade a hormônios masculinos (em níveis normais) e trabalhem em dobro. Os poros entopem com o sebo, e assim os cravos se formam e inflamam.

Pode surgir em decorrência de alterações hormonais devidas a disfunções ovarianas (a mais frequente é a síndrome dos ovários micropolicísticos), alterações das glândulas supra-renais ou um aumento da sensibilidade da pele aos hormônios androgênicos (masculinos), responsáveis pelas manifestações da doença. A acne adulta tem como característica de seu aparecimento as regiões de queixo, pescoço e no contorno da mandíbula.

Outras características que podem estar acompanhando a acne da mulher adulta, devido à ação dos androgênios, é o aumento da seborreia, aumento de pelos e a queda de cabelos, em alguns casos pode ocorrer também irregularidade menstrual.
A higienização diária da pele é o principal cuidado, devemos lavar o rosto duas vezes ao dia e só! Quem tem pele oleosa, muitas vezes comete o erro de lavar diversas vezes o rosto, mas daí vem o efeito rebote – ao remover a oleosidade, as glândulas sebáceas passam a produzir ainda mais óleo, e sabemos que a oleosidade também tem funções importantes como proteger a pele da ação das bactérias por isso o ressecamento da pele não é saudável.

Google Imagens
Google Imagens

E a maquiagem causa acne?

Não, mas se sua pele tiver espinhas ou for oleosa, opte por cosméticos minerais ou oil free, que não obstruem os poros. No fim do dia, você deve lavar o rosto mesmo se usar um demaquilante.

Antes de optar por tratamentos caseiros, busque a orientação de um especialista da área, como dermatologista ou técnico em estética.

Quando é confirmada a influência hormonal na causa da acne, o dermatologista pode optar por determinados tipos de contraceptivos orais, principalmente aqueles que contenham um componente que atue contra o hormônio masculino (anti-andrógeno) ou bloqueadores dos receptores hormonais, que impedem a ação do hormônio sobre a pele.

A Limpeza de Pele é o tratamento que atua diretamente na prevenção, na extração ocorre à remoção dos cravos da pele, os poros ficam livres para drenar a gordura produzida. Se você tiver uma pele cheia de cravinhos e fizer a limpeza uma ou duas vezes por mês, terá menos chances de ter espinhas.

Medicações de uso local e peelings superficiais também são importantes no combate à acne. Casos graves devem ser tratados com acompanhamento médico adequado.

Por Keni Rodrigues *Fisioterapeuta/ Técnica em Estética
Tel: 11-9583-8893 [email protected]