Inspire-se na decoração de uma casa tomada pelo frescor de flores e plantas

63

Sob a vigília de árvores e jardins, esta casa é o xodó de uma acriana que atribui sua vitalidade ao permanente contato com o verde. Apesar de ter chegado a São Paulo na adolescência, Clodine Mello Rodrigues, esposa do cantor Jair Rodrigues, manteve viva a ligação com sua terra natal, o estado do Acre. “Sou do mato”, afirma. Em sua casa, o amor pelo verde é assumido e diariamente renovado.

Decoração
Foto: Célia Mary Weiss

 

Flores coloridas quebram a imensidão verde do jardim de Clodine (esquerda).  Uma pérgola de bambu protege a entrada dos fundos. Já o portão de ferro tem história para contar. “Adoro peças garimpadas em depósitos de demolição e antiquários”, afirma a dona da casa.

Decoração
Foto: Célia Mary Weiss

 

No aconchegante pátio colado à cozinha, a proprietária aproveita o sossego para ler e se refrescar. “As flores me alimentam. Sem a presença delas, a casa fica sem vida”, ela argumenta.

Decoração
Foto: Célia Mary Weiss

 

Se árvores são guardiãs silenciosas, Clodine tem o privilégio de contar com a proteção de centenas delas. E, para ficar ainda melhor, nem precisa sair de casa para sentir essa acolhida. O tronco de árvore preservado no meio do ambiente virou o centro das atenções.

Decoração
Foto: Célia Mary Weiss

 

Difícil dizer onde termina a sala de TV e começa o jardim. Ao lado, a trilha arborizada incita caminhadas apaziguadoras. “Na reforma, substituí janelas por portas de correr de vidro. Gosto de claridade e de avistar o jardim de onde quer que eu esteja”, ela explica. Por isso, cortinas foram vetadas. “Minha cortina é o verde”, ela justificou, na época, ao arquiteto.

Fonte: M de Mulher