Adote 6 hábitos por uma vida saudável

96
Google Imagens

No livro Diminua Sua Idade (editora Best Seller), o médico Frederic J. Vagnini e o jornalista Dave Bunnell mostram que alguns hábitos cientificamente comprovados são capazes de aumentar em até 20 anos a vida das pessoas.

Vejam quais são eles:

1Coma mais fibras: elas favorecem o bom funcionamento do intestino e ainda auxiliam na assimilação de outros nutrientes, além de reduzir o mau colesterol (LDL), prevenir doenças e evitar o mau hálito. Alguns alimentos ricos em fibras: Vários alimentos do dia a dia possuem fibras: hortaliças, frutas (com cascas), verduras, trigo, cereais integrais, aveia, cevada, maçã, goiaba, castanha, nozes, ervilha e leguminosas em geral.

2Fuja do açúcar: diminuir a ingestão de açúcar é uma das maneiras mais eficazes de combater o envelhecimento. Isso porque ele libera um processo que liga moléculas de glicose maléficas às moléculas de proteína saudáveis.

3Durma bem: segundo estudo realizado pela American Academy of Sleep Medicine, dormir bem é um dos segredos para a longevidade. Procure dormir no mínimo seis horas por noite.

4Maneire na ingestão de gorduras: as saturadas são as mais nocivas, pois contêm o número máximo possível de átomos de hidrogênio e ingeri-las em excesso é um risco para um infarto no miocárdio. Derrames e alguns tipos de câncer, como o de próstata e o de mama, também têm a origem associada aos excessos dessas gorduras. Isso sem falar que ela é também a grande inimiga de qualquer dieta. Logo, se sua intenção é perder peso, preciso mesmo controlar o cardápio. Restrinja o consumo diário desse nutriente a, no máximo, 7% das calorias totais da sua dieta.

Google Imagens

5Faça mais sexo: segundo especialistas, praticar sexo é importante para a saúde física e emocional, pois o orgasmo libera substâncias como a endorfina, que atua no sistema nervoso, diminuindo a sensibilidade à dor, relaxando a musculatura e melhorando o humor.

6Sorria mais: em pesquisa científica apresentada na American College of Cardiology, em Orlando, Flórida, Dr. Michel Mille,r da University of Maryland, anunciou ter medido a pressão arterial de 20 voluntários antes e depois de terem assistido a dois filmess: um sobre guerra e outro sobre comédia. Os resultados foram dramaticamente opostos: a pressão arterial caiu em média para 35% dos voluntários durante o filme com cenas sanguinolentas e aumentou em 22% durante a exibição da comédia. Conclui-se então que sorrir é um dos remédios mais saudáveis. Na mesma conferência, Dr. Wei Jiang, da Duke University, demonstrou em seu estudo realizado com mil pacientes cardíacos que aqueles que não sorriem correm maior risco de morte. Resumindo: uma atitude alegre faz muito bem ao coração e ajuda a viver melhor e a atingir uma expectativa de vida longa.

Fonte: M de Mulher