Banco de Leite precisa de doadoras para seguir salvando vidas

66
Imagem Divulgação

Com estoque de leite materno reduzido quase à metade, o Banco de Leite Humano de Guarulhos está fazendo um apelo para as mães que estejam amamentando seus filhos e tenham volume excedente façam doações ao órgão. Único da região do Alto Tietê, o BLH realiza a coleta, a pasteurização e distribuição do produto nas UTIs neonatais da cidade, para ajudar na recuperação dos bebês prematuros ou com graves problemas de saúde.

Para doar basta ligar para os telefones (11) 2475-9687, 2475-9688 ou 2463-0134, que a equipe do Banco irá recolher o produto na própria residência da pessoa. Conforme explicou a enfermeira Rose Meire de Freitas Santos, chefe da seção técnica do BLH, o Banco costuma ter uma média mensal de 50 mães doadoras, resultando na coleta de aproximadamente 80 litros de leite materno no período.

Ocorre que em virtude da época de férias e da proximidade das festas natalinas esse número caiu quase pela metade. Atualmente estão sendo coletados apenas 45 litros do produto, o que prejudica o trabalho realizado nas UTIs neonatais. Alimento fundamental para fortalecer o sistema imunológico dos bebês, ajudando na sua recuperação, o leite materno coletado e pasteurizado passa por um controle rigoroso de qualidade para depois ser distribuído nas maternidades.

Além desse trabalho, o BLH também oferece orientação e acompanhamento às mães com dificuldades para amamentar ou que tenham mastite, dores e rachaduras no peito. Sua missão é incentivar o aleitamento materno para que seja a fonte exclusiva de alimento do bebê até os seis meses de idade.

Para que a mulher possa ser uma doadora de leite materno ela precisa estar amamentando o seu bebê, ter feito todos os exames exigidos no pré-natal, ser saudável, não beber nem fumar, ter um congelador ou freezer em casa e passar por uma consulta no Banco de Leite Humano. O BLH funciona das 7 às 19 horas, de segunda a sábado, na rua José Maurício, 185, Centro).

Fonte: Prefeitura de Guarulhos