Escola de Guarulhos vence prêmio internacional Educarede 2011

82
Corre que a chuva vem ai
Imagem Divulgação

O documentário “Corre, que a chuva vem aí”, de autoria dos alunos da Escola Estadual Vereador Antônio de Ré, em Guarulhos, foi o vencedor do Prêmio Internacional Educarede 2011 como melhor trabalho produzido com tecnologia móvel/celular. Cerca de 4 mil trabalhos participaram do concurso, que é promovido pela Fundação Telefônica e voltado a estudantes de todo o mundo, com o objetivo de incentivar a utilização das Tecnologias da Informação e da Comunicação (TIC) no processo de ensino e aprendizagem.

Produzido por alunos do 3º ano do Ensino Médio, o vídeo teve origem a partir de um projeto pedagógico, de cunho Socioambiental, orientado pelas professoras Mercedes Puga Las Casas (matemática) e Grace de Castro Gonçalves (português), com a proposta de investigar os problemas urbanos do bairro onde se localiza a escola. Assim, os estudantes saíram a campo e registraram imagens, vídeos e depoimentos de moradores com o auxílio de um celular. Parte do material foi utilizada na produção do documentário “Corre, que a chuva vem aí”, sobre a questão das enchentes na região, ocasionadas pelo transbordamento dos córregos locais em virtude do descarte inadequado de lixo nas imediações.

“O projeto é uma forma dos alunos exercitarem a cidadania e se tornarem protagonistas na transformação do seu próprio espaço. Também permiti que eles coloquem em prática todo o conhecimento adquirido no Ensino Fundamental, fazendo o levantamento de dados e gráficos estatísticos com base no depoimento dos moradores a respeito desses problemas urbanos, assim como o planejamento da ação, a realização das entrevistas e organização dos relatos”, declarou a professora Grace de Castro.

Segundo Grace, os estudantes não se limitaram a registrar o problema, mas também buscaram soluções para o mesmo. “O bairro precisa ser mais bem cuidado, mas é preciso um comprometimento maior, tanto dos moradores quanto da prefeitura, em relação ao descarte e a coleta do lixo”, salienta a aluna Ana Carolina da Silva Oliveira, que participou da produção do documentário.

O próximo passo do projeto, segundo a professora, é trabalhar a conscientização da população local, não só em relação ao problema das enchentes, mas também ao risco de doenças que o descarte inadequado do lixo acarreta. Para isso, os estudantes foram capacitados por meio de palestras, realizadas em parceria com o Centro de Zoonoses e a Secretaria do Meio Ambiente da prefeitura de Guarulhos, para atuarem como multiplicadores. “Não basta constatar o problema, também é preciso agir”, acrescenta a professora.

Confira o documentário vencedor, “Corre, que a chuva vem aí”.

Fonte: Educação