Trio elétrico da Saúde levará ações de prevenção à festa de Carnaval

57
Imagem Divulgação

A bordo de um trio elétrico e ao som das tradicionais marchinhas de Carnaval, porém com letras trocadas que falam de prevenção das Doenças Sexualmente Transmissíveis – DST/Aids, artistas da Cia Paulista de Artes pretendem chamar a atenção da população neste sábado (11), durante o Abre Alas, que acontece das 10 às 13 horas, na região central da cidade. A iniciativa é da Secretaria Municipal de Saúde que também distribuirá preservativo aos foliões.

Composto por 11 artistas, o trio elétrico será acompanhado pelo chamado Bloco da Prevenção, que reúne voluntários das secretarias municipais de Saúde, Educação e Esportes, do movimento LGBT, de integrantes da terceira idade, do Instituto Diet e da Rede Nacional de Pessoas Vivendo com HIV-Aids. De forma descontraída e bem-humorada, eles farão paradas em locais de grande concentração de pessoas, para alertar sobre a importância da utilização do preservativo corretamente.

A população será chamada para interagir com os artistas. Através de brincadeiras, eles irão chamar a atenção para a observação do prazo de validade do preservativo, de eventuais danificações na embalagem que podem comprometer a qualidade do produto e também para a verificação do selo do Inmetro.

A ação será repetida no próximo dia 17, durante o Grito de Carnaval na região do Pimentas, a partir das 17 horas. Além disso, a Secretaria de Saúde também produziu duas vinhetas que serão veiculadas durante as festas populares nas diversas regiões da cidade e também durante o desfile das escolas de samba na avenida Lauro de Gusmão Silveira (Taboão).

Segundo a coordenadora do Programa Municipal de DST-Aids, Simone Miranda, cerca de 50 mil preservativos serão distribuídos durante as festividades. “A ideia é promover ações educativas no ritmo que a festa popular exige, uma vez que o avanço no tratamento da Aids faz com que grande parte da população acabe banalizando a doença e relaxando quanto ao uso do preservativo. Por isso, é importante que todos se protejam também neste período”, salienta.